Investimentos da Funpresp-Jud são tema de live promovida pela Anamatra

 In Destaques, Notícias Institucionais

A Associação Nacional dos Magistrados de Justiça (Anamatra) promoveu live no Instagram sobre “Investimentos da Funpresp-Jud”. O evento foi realizado na quarta-feira (24/06), conduzido pela Presidente da Associação, Noêmia Porto. O Diretor-Presidente da Funpresp-Jud, Amarildo Vieira, representou a Fundação e respondeu várias perguntas, inclusive enviadas pelo chat. Clique aqui para assistir na íntegra.

Notícias veiculadas na imprensa têm mostrado a preocupação de vários Fundos de Pensão sobre o cumprimento de pagamentos de benefícios em razão da crise econômica gerada pela Covid-19. Amarildo esclareceu que em razão do plano de benefícios JusMP-Prev ser de Contribuição Definida, não há déficit em caso de prejuízo nos investimentos, nem a necessidade de contribuição extraordinária pelos participantes e patrocinadores para garantir o equilíbrio do plano.

Sobre os investimentos, Amarildo falou sobre a Política de Investimentos da Fundação, revisada anualmente, bem como sobre as ferramentas de governança e fiscalização sobre o seu exercício. Citou, também, a Resolução CMN nº 4.661, que dispõe sobre as diretrizes de aplicação dos recursos garantidores dos planos administrados pelas entidades fechadas de previdência complementar. Destacou a transparência e a facilidade de acesso aos dados sobre investimentos realizados pela fundação, disponíveis no site da Funpresp-Jud.

Sobre os impactos da crise nos investimentos realizados pela Fundação, Amarildo destacou o momento de prudência, com movimentações pontuais e apresentação de recuperação dos resultados. Se em março a Funpresp-Jud teve o seu pior resultado de investimentos, em abril teve o melhor resultado da história do plano de benefícios. Em maio, os números continuaram positivos e em movimento de recuperação.

Questionado sobre o motivo do Conselho Deliberativo não ter aplicado o stop loss em março, Amarildo explicou que a ferramenta é um importante instrumento de segurança, mas que naquele momento a venda de ativos realizaria o prejuízo, de forma que os ajustes pontuais se mostraram acertados, conforme os resultados de abril demonstraram.

Sobre a reabertura do prazo de migração, ambos manifestaram expectativa, embora no momento não haja definição sobre o tema. Dos quase 20 mil participantes da Funpresp-Jud, Amarildo informou que cerca de 7 mil foram  oriundas de migrações realizadas durante três janelas.

Na ocasião, a Presidente da Anamatra também anunciou a chegada de cinco novos integrantes à Comissão Especializada em Funpresp-Jud na entidade.