Ciclo de palestras Funpresp-Jud 2018

 In Destaques, Eventos, Notícias Institucionais, Patrocinador

Primeiro evento ocorreu em 5 de abril, na sede da Funpresp-Jud

O Ciclo de Palestras 2018 começou no dia 5 com a palestra do Diretor-Presidente da Funpresp-Exe, Dr. Ricardo Pena, com o tema “Tendências para os próximos 5 a 10 anos da Previdência Complementar no Brasil influenciadas pela (s) Reforma (s) da Previdência, internalização de tecnologia e posicionamento/relacionamento da Funpresp-Exe nesse cenário”, em Brasília.

O evento é parte do programa de capacitação da Fundação e contou com a presença de membros dos Conselhos Deliberativo e Fiscal e da Diretoria Executiva, Representantes Funpresp-Jud e demais colaboradores da Entidade.

O Diretor-Presidente, Dr. Amarildo Vieira de Oliveira, abriu o Ciclo anual agradecendo a parceria e a disponibilidade do palestrante para participar do evento.

Ricardo Pena fez um breve histórico da previdência complementar no Brasil e no mundo, enfatizou a sua importância, abordou as causas da expansão e demonstrou o ranking dos ativos dos fundos de pensão por país e por PIB, no qual o Brasil se encontra na 8ª posição.

fotor

Assuntos como a importância da governança, fiscalização, supervisão, investimentos, reforma da previdência, responsabilidades e deveres da Diretoria Executiva e dos Conselhos da Entidade foram abordados também pelo Diretor.

Pena comentou: “o desafio da entidade é não perder de vista que o risco é bom para os investimentos, mas precisa melhorar a governança e ter mecanismos de controle e; como incorporar as novas gerações nos planos de benefícios; com a longevidade de uma população mais saudável, novos produtos devem ser oferecidos”. Demonstrou oportunidades de produtos para capitalização (educação, saúde, lazer, etc.), diversificação de investimentos e compartilhamento de riscos.

fotorr

Os Representantes, Conselheiros e equipe da Funpresp-Jud participaram ativamente tirando suas dúvidas sobre o mercado de previdência complementar fechada, investimentos, fiscalização e credibilidade.

Fotos: Ascom/Funpresp-Jud