Servidores: Comitê aproxima as soluções

 In Destaques, Notícias Institucionais
São dois principalmente os caminhos que podem ser trilhados pela previdência complementar dos servidores para acelerar o seu crescimento e, a propósito, ambos trazem boas notícias.  Um deles é a tentativa de se criar um fundo multipatrocinado, no momento apelidado de “Prev-Federação”, para receber os planos de estados e até de municípios inicialmente sem escala para terem a sua própria entidade e que, por conta disso, poderão preferir em um primeiro momento uma solução coletiva. O outro é o mecanismo da inscrição automática, hoje restrito aos fundos de pensão dos servidores federais.

Presente ontem, na Abrapp, à reunião do Comitê de Fundos de Pensão dos Servidores Públicos, o Secretário de Políticas de Previdência Complementar, Carlos de Paula, sem citar prazos adiantou que o exame da questão do Prev-Federação foi retomado e “vai avançar”, tendo a Caixa como gestora ou, se isso não for possível, alguma outra solução será buscada.

“Algo precisa ser feito para que os estados e municípios menores, sem escala, possam contar com uma incubadora”, resumiu um dos integrantes do grupo reunido, Carlos Flory, Presidente do SP-PREVCOM, o fundo de pensão dos servidores paulistas e primeiro a ser constituído no País sob a nova lei. Contou que a sua entidade vem sendo consultada por interessados em um fundo multipatrocinado. Para a Coordenadora do Comitê, Elaine de Castro, diretora-presidente da Funpresp-Jud,  “o mais importante é discutir em busca das melhores soluções”.

Fonte: Diário dos Fundos de Pensão de 22/03/2016