Funpresp-Jud assina acordo de cooperação com TRF4

 In Destaques, Eventos, Notícias Institucionais, Patrocinador

A Funpresp-Jud e o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) assinaram acordo de cooperação para implantação do Sistema Eletrônico de Informação (SEI), na sede do Tribunal, em 13 de maio. Participaram da solenidade no Gabinete da Presidência, o Presidente do Conselho Deliberativo, Gustavo Bicalho Ferreira da Silva, o Diretor-Presidente da Funpresp-Jud, Amarildo Vieira de Oliveira, e o Desembargador-Presidente do TRF4, Thompson Flores.

Na cerimônia, Thompson Flores definiu como uma honra poder fornecer a ferramenta à fundação. O presidente do TRF4 e o coordenador do SEI, juiz federal Eduardo Picarelli, também comentaram sobre as parcerias com o Governo Federal e a presença do sistema nos três poderes.

Com a implantação, a Funpresp-Jud passa a gerir seus documentos com o uso do SEI, de forma digital e não mais física. Amarildo ressaltou que o acordo de cessão de uso é de importância significativa, já que a maioria dos 98 patrocinadores da fundação já utiliza o sistema. O Diretor-Presidente ainda parabenizou a criação do SEI. Segundo ele, “quando alguém desenvolve uma ferramenta que oportuniza a comunicação entre órgãos é importante para todo o país”.

O Presidente do Conselho Deliberativo da fundação também agradeceu pela oportunidade da parceria com o tribunal, considerando ser “uma honra fazer parte desse ciclo de boas práticas”. “Precisávamos de uma ferramenta que nos dessa flexibilização e controle de documentos”, destacou Gustavo.


Além de Thompson Flores, Picarelli e os representantes da fundação, estiveram presentes na ocasião a Diretora-Geral do TRF4, Magda Cidade, a gestora do SEI, Patrícia Valentina Garcia, e o Diretor de Tecnologia da Informação do tribunal, Cristian Prange.

SEI

O SEI foi totalmente criado por servidores do TRF4 em 2009 e hoje é usado por mais de 400 órgãos públicos em todo o país. Só no Poder Judiciário são mais de 40 instituições.

O direito de uso do SEI é cedido gratuitamente e permite a gestão eletrônica e simultânea das atividades administrativas, sem uso de papel, com a atuação dos setores envolvidos em tempo real, promovendo agilidade, sustentabilidade e economia de recursos. Atualmente, já são cerca de 2 bilhões de reais economizados pelos órgãos que seriam gastos somente com a compra de sistemas.

No meio eletrônico, os procedimentos estão sistematizados e disponíveis para consulta. Isso significa menos burocracia e mais celeridade.

Com informações e fotos do TRF4.